sábado, 3 de outubro de 2009

Sou de Magogo

Eu tentei que fosses incomensurável, sublime. Tão graciosa que doesse a garganta ao gastar o teu nome numa esplanada de café. Um dia vi-te sorrir e prometi-me nunca mais esquecer-te. Quis o fado privar-me a vida, o sorriso e o meu rosto. Tira-me tudo, menos o Amor, retorqui. Falei de pé, elegante e seguro, com voz austera. Entendeu-me perfeitamente, compreendia a minha situação, mas vociferou que os desígnios do Amor são incompreensíveis para nós, meros mortais, que talvez um dia os açambarquemos. Até lá, navegaremos. Muni-me de barco e vela, remos para dias calmos e pachorrentos. Coincidências, concluí. Tudo nasce de coincidências. Se tudo nasce do mesmo, não será paradoxal deduzir que é coincidência tudo nascer de coincidências? Calhou ver-te, falar-te, olhar-te, desejar-te, tocar-te, beijar-te, amar-te e chorar-te. Será também coincidência tudo acabar em arte? É esta arte que cria o Amor, vinda não se sabe de onde, provocada não se sabe porquê, que embala os dias tristes e exalta os dias bons, como um melhor amigo que está sempre lá, que não falha ou desilude.
Um dia vi-te sorrir e prometi-me nunca mais esquecer, não a ti, mas à parafernália de sensações eléctricas com que me bombardeaste. Pediste-me um segredo, escondi-o atrás da orelha: Sorri, pois quando sorris o mundo sorri contigo. Chora, e parte dele não parará de rir.

6 comentários:

Anónimo disse...

se calhar o amor existe mesmo, e n é falta de juizo 'dize lo' numa noite vindo de um nada..*

Clara Mafalda disse...

so para dizer q dia 24 estarei na tua terra estudantil, sera q é desta q te encontro? lol

Rui disse...

- É, quem sabe :)

- Oh, a um sábado é pouco provável que por lá vagueie (venho à terrinha aos fins de semana), mas caso por lá fique notifico :p *

Anabela disse...

Finalmente arranjei tempo para voltar às rotinas de "cuscar blogues"!

E como fã q sou do teu blogue estive a pôr a leitura em dia! :D
Não vou comentar todos os post porque sou preguiçosa e além do mais são imensos! LOL

comento este último q está delicioso... principalmente o último parágrafo, q amei...
e desde já te digo q o copiei para colar no meu mural de "coisas para ler sempre"

Neuza disse...

Este, no entanto, mostra-se cheio de qualidade. É mais teu. :)

Rui disse...

- Ora, obrigado :) Realmente já não passavas cá faz tempo ;) *

- São todos meus, eu é q me moldo ;)